Envolvimento.

Entenda os princípios e os objetivos que norteiam nossa atuação.

Como fazemos

O crescimento sustentável e o compromisso com a comunidade são fatores fundamentais para que uma empresa seja realmente bem-sucedida e construa um grande legado. Por isso, queremos ser um ponto de partida no desenvolvimento da região de Autazes.

Para determinar as alterações que podem ser causadas pelo empreendimento, contratamos uma empresa com mais de 50 anos de mercado e 165 escritórios pelo mundo para elaborar o Relatório de Impactos Ambientais (RIMA). Esse relatório prevê mais de 30 planos e programas para controlar, minimizar ou compensar possíveis impactos.


COMUNIDADE

Mantemos um diálogo aberto e estamos atentos às necessidades da comunidade. Desde 2013, a Potássio do Brasil realiza encontros para apresentar o projeto e fortalecer o relacionamento com os moradores. Um comitê com 16 representantes locais foi criado para facilitar o diálogo com as lideranças comunitárias. A cada três meses, este comitê promove reuniões abertas à comunidade e sua composição é renovada periodicamente.

Plano de mobilização e engajamento das partes interessadas

Tem como objetivo criar uma gestão integrada dos programas socioeconômicos através participação dos públicos de interesse.

Conheça os detalhes do plano

Plano de mobilização e engajamento das partes interessadas

Ações

  • Elaborar e atualizar constantemente a matriz das partes interessadas sobre o empreendimento;
  • Construir e assegurar um processo participativo permanente das partes, buscando o envolvimento e a inclusão das comunidades diretamente afetadas, do poder público, de órgãos e/ou instituições e de associações representativas dos diversos grupos de interesse;
  • Desenvolver ações de mobilização e engajamento dimensionadas aos riscos e impactos de cada etapa do empreendimento;
  • Garantir a inclusão das perspectivas e necessidades sociais no âmbito dos programas ambientais;
  • Fortalecer os demais programas ambientais, bem como as iniciativas de comunicação social do empreendimento.

  •  
     
     

Plano de comunicação e informação socioambiental

Vai manter o público interno e as comunidades informados sobre todas as etapas do empreendimento.

Conheça os detalhes do plano

Plano de comunicação e informação socioambiental

Ações

  • Divulgar informações básicas sobre o projeto, seus impactos e as medidas de controle em todas as etapas do empreendimento;
  • Divulgar os resultados dos processos de monitoramento socioeconômico;
  • Divulgar informações sobre a geração de empregos e a qualificação necessária para ocupar as vagas;
  • Estabelecer mecanismos formais de reclamação para as comunidades localizadas no entorno do empreendimento;
  • Divulgar informações voltadas para a valorização e divulgação do acervo histórico e paisagístico das localidades próximas ao empreendimento e sua importância para a comunidade local;
  • Apoiar as ações dos demais programas.

  •  
     
     

Programa de apoio estratégico para a readequação urbanística, institucional e legal de Autazes

Pretende incentivar ações comprometidas com a habilitação do município para o atendimento da demanda habitacional que deve decorrer do aumento da população e das atividades econômicas.

Conheça os detalhes do plano

Programa de apoio estratégico para a readequação urbanística, institucional e legal de Autazes

Ações

  • Apoiar o processo de readequação dos instrumentos legais que regem a política de uso e ocupação do solo no município;
  • Apoiar intervenções estruturantes voltadas para a implantação de loteamentos e unidades habitacionais;
  • Auxiliar a administração pública municipal nos contatos institucionais com as esferas de governo estadual e federal para requisitar a implantação de políticas habitacionais no município, de infraestrutura, de saneamento e viária nos locais de expansão urbana;
  • Apoiar a administração pública municipal na capacitação dos agentes públicos para o licenciamento, controle e fiscalização dos processos construtivos e ocupacionais;
  • Divulgar, incentivar e atrair investimentos privados na área urbanística do município.

  •  
     
     

Programa de apoio estratégico para a readequação da estrutura de serviços públicos

Estimulará e apoiará iniciativas públicas voltadas para a promoção, otimização e ampliação dos serviços de saneamento, segurança, saúde e educação do município de Autazes.

Conheça os detalhes do plano

Programa de apoio estratégico para a readequação da estrutura de serviços públicos

Ações

  • Apoiar a elaboração de estudos e projetos, bem como a implantação de uma infraestrutura de saneamento ambientalmente adequada;
  • Apoiar a obtenção de equipamentos e instalações para o favorecimento da atuação policial em toda a extensão territorial do município de Autazes;
  • Apoiar iniciativas de capacitação de professores, ampliação das instalações escolares, implantação de cursos técnicos e profissionalizantes e ações de qualificação e aprimoramento dos serviços educacionais oferecidos nos municípios;
  • Apoiar iniciativas voltadas para a ampliação das instalações, compra de equipamentos e demandas do setor que venham efetivamente contribuir para a melhoria dos serviços de saúde.

  •  
     
     

Programa de apoio para o fortalecimento e diversificação da economia local

É voltado para o desenvolvimento das atividades econômicas existentes no município, assegurando a autonomia em relação ao empreendimento e favorecendo o aumento da competitividade no mercado e os benefícios sociais decorrentes.

Conheça os detalhes do plano

Programa de apoio para o fortalecimento e diversificação da economia local

Ações

  • Identificar, inventariar e selecionar, com a participação da sociedade local, as atividades econômicas passíveis de serem apoiadas e potencializadas;
  • Estudar, planejar, propor e implementar soluções para os diversos problemas incidentes nas atividades; envolvendo as etapas de produção, circulação e comercialização;
  • Trabalhar a concepção de arranjos produtivos locais voltados para as particularidades dos recursos naturais e dos traços culturais locais e regionais do contexto amazônico.

  •  
     
     

Programa de desenvolvimento de fornecedores

Quer contribuir para a atração, fomento e desenvolvimento das empresas locais proporcionando igualdade de oportunidades para que os fornecedores locais e regionais possam atender às demandas da obra.

Conheça os detalhes do plano

Programa de desenvolvimento de fornecedores

Ações

  • Cadastrar e qualificar a base de fornecedores locais visando o atendimento das demandas do projeto;
  • Priorizar a compra de bens e serviços na área de influência direta, estimulando, assim, a atração de fornecedores, além de favorecer os já implantados na localidade;
  • Realizar ações de desenvolvimento dos empresários cadastrados no programa;
  • Avaliar os resultados após intervenção junto aos fornecedores locais.

  •  
     
     

Programa de educação ambiental

Busca sensibilizar o público com relação a aspectos ambientais, motivando a conservação e melhoria do meio ambiente e a integração da gestão ambiental ao conceito de sustentabilidade corporativa.

Conheça os detalhes do plano

Programa de educação ambiental

Ações

  • Desenvolver ações educativas que envolvam temas como o uso sustentável dos recursos naturais, gestão de resíduos, prevenção a incêndios florestais, poluição dos recursos hídricos, entre outros temas diretamente vinculados e vinculáveis ao dia-a-dia das comunidades, instituições e trabalhadores;
  • Aproveitar as experiências acumuladas pelas instituições locais no tratamento das questões relativas aos temas desenvolvidos pelo programa;
  • Desenvolver um processo na adoção de valores, formação de conceitos e aquisição de competências que motivem o comportamento de defesa, conservação e melhoria do meio ambiente, tendo como referencial a legislação ambiental vigente.
  • Desenvolver um processo educativo em estreita sintonia com os conhecimentos, as referências, as práticas os desafios e os problemas vivenciados pelas comunidades envolvidas no curso de suas vidas cotidianas.

  •  
     
     

Programa de qualificação de mão-de-obra

Vai estabelecer mecanismos de qualificação de mão de obra local, para seu possível aproveitamento nas atividades do empreendimento.

Conheça os detalhes do plano

Programa de qualificação de mão-de-obra

Ações

  • Divulgar, por intermédio do Plano de Comunicação, a qualificação, o perfil e a quantidade de mão de obra a ser contratada nas fases de implantação e operação do empreendimento;
  • Identificar e propor soluções e/ou parceiras para os obstáculos à formação profissional, tais como transporte, custeio, disponibilidade de cursos, etc.;
  • Estabelecer parcerias com as escolas técnicas e outras instituições locais e regionais para ofertar cursos de qualificação profissional.

  •  
     
     

Programa de segurança e educação no trânsito para a estrada de ligação da planta ao porto

O objetivo do programa é garantir condições seguras de tráfego nas vias acesso ao empreendimento.

Conheça os detalhes do plano

Programa de segurança e educação no trânsito para a estrada de ligação da planta ao porto

Ações

  • Diagnosticar as condições atuais de trafegabilidade da estrada de acesso ao empreendimento;
  • Instalar sinalização de advertência e segurança de acordo com os resultados do diagnóstico;
  • Realizar oficinas de educação no trânsito para as comunidades do entorno;
  • Informar e advertir os usuários das vias sobre a intensificação do tráfego de veículos pesados e sobre as medidas de segurança que devem ser tomadas para prevenir acidentes;
  • Realizar o registro sistemático de acidentes causados pela intensificação do fluxo de veículos.

  •  
     
     

Programa de monitoramento dos indicadores socioeconômicos

Deve monitorar os aspectos socioeconômicos da área do projeto para compreender as alterações, as causas, incentivar fatores positivos ou mitigar negativos.

Conheça os detalhes do plano

Programa de monitoramento dos indicadores socioeconômicos

Ações

  • Definir, com base na avaliação de impactos apresentada no RIMA, os indicadores a serem monitorados na área de influência direta do empreendimento;
  • Realizar o monitoramento periódico dos indicadores selecionados, identificando as possíveis variações associadas ao empreendimento, tomando como referência inicial o diagnóstico socioeconômico do RIMA do empreendimento;
  • Definir, com base nos resultados do monitoramento, ações e procedimentos que potencializem os efeitos positivos e minimizem os efeitos negativos.

  •  
     
     

Programa de educação sexual

Pretende orientar trabalhadores, contratados e a população de Autazes para que adotem práticas sexuais seguras.

Conheça os detalhes do plano

Programa de educação sexual

Ações

  • Elucidar o público-alvo acerca das doenças sexualmente transmissíveis, incluindo as formas de contágio e os problemas decorrentes, e estimular a adoção de práticas e comportamentos preventivos;
  • Abordar a questão da gravidez, com especial destaque para a gravidez na adolescência e a indesejada, destacando suas decorrências e os métodos contraceptivos;
  • Apoiar os serviços de saúde públicos na política de controle das doenças sexualmente transmissíveis e da gravidez indesejada;
  • Orientar os trabalhadores e contratados a respeitar as comunidades locais.

  •  
     
     

Programa de prevenção de endemias

Vai monitorar e controlar o avanço de doenças endêmicas nos municípios da área de influência direta.

Conheça os detalhes do plano

Programa de prevenção de endemias

Ações

  • Definir, com base nos resultados do monitoramento, ações e procedimentos que permitam o efetivo controle das doenças em foco.

  •  
     
     

Programa de aquisição de terras e acompanhamento de famílias

Estabelece mecanismos transparentes e justos de aquisição de terras, fazendo com que o deslocamento das famílias para outras localidades não prejudique os meios de subsistência.

Conheça os detalhes do plano

Programa de aquisição de terras e acompanhamento de famílias

Ações

  • Evitar e minimizar os impactos socioeconômicos adversos decorrentes da aquisição de terra ou de restrições a seu uso;
  • Mecanismos transparentes e justos de compra das propriedades;
  • Monitorar e orientar moradores e trabalhadores das propriedades que forem adquiridas.

  •  
     
     

Programa de proteção etnoambiental

O objetivo desse programa é atuar em sinergia com os órgãos públicos promovendo ações que contemplem os direitos indígenas em seus diversos aspectos.

Conheça os detalhes do plano

Programa de proteção etnoambiental

Ações

  • Garantir a qualidade socioambiental através de ações em parceria com o poder público que apoiem a proteção territorial das Terras Indígenas identificadas em um raio de 10 km do projeto, assim como das demais localidades ocupadas por povos indígenas na área de influência do projeto, com destaque para os núcleos rurais de Urucurituba e Soares;
  • Respeitar os direitos legítimos das populações indígenas sobre as terras tradicionalmente ocupadas;
  • Melhorar as condições de vida dos índios da etnia Mura em seus aspectos de segurança alimentar, saúde, educação e atividades produtivas, segundo suas aspirações e limites de competência do presente Programa;
  • Garantir que os benefícios oriundos dos demais programas ambientais do presente estudo e de outras ações de cunho socioambiental gerados pelo empreendimento possam ser usufruídos pelas comunidades indígenas;
  • Contribuir para o fortalecimento institucional das associações indígenas e seus comunitários, viabilizando alternativas de desenvolvimento econômico, compatibilizando sua vocação sociocultural com o uso sustentável de recursos naturais;
  • Apoiar projetos e atividades que respeitem a cultura dos povos indígenas, contribuindo para a melhoria das condições de sustentabilidade de suas populações;
  • Apoio à estruturação dos postos de apoio e vigilância da FUNAI para assistência aos índios e proteção de seus territórios;
  • Financiamento de estudos ambientais e antropológicos que fundamentem processos de etnodesenvolvimento nas terras indígenas;
  • Buscar parcerias para financiar ações e metas do Programa de Proteção Etnoambiental.

  •  
     
     

Programa de prospecção e resgate arqueológico

O programa identificará e caracterizará o patrimônio arqueológico da região do empreendimento.

Conheça os detalhes do plano

Programa de prospecção e resgate arqueológico

Ações

  • Prospecções intensivas nos compartimentos ambientais arqueologicamente potenciais das áreas de influência direta e indireta, incluindo áreas de entorno de provável expansão após a conclusão do empreendimento;
  • Registro, atualização e delimitação precisa dos sítios da área a ser afetada;
  • Quantificação e qualificação dos sítios arqueológicos de forma a precisar um panorama geral, visando o programa de resgate arqueológico se necessário, e registro destes sítios no Cadastro Nacional de Sítios Arqueológicos (CNSA);
  • Identificação da diversidade cultural existente na área a ser afetada, de forma a estabelecer metodologias adequadas para tratar cada sítio segundo sua singularidade;
  • Verificação do grau de conservação dos sítios arqueológicos com o objetivo de identificar os impactos cumulativos, os impactos futuros e possibilidades e estratégias de conservação, preservação e/ou valorização;
  • O Programa de Prospecções deve resultar num relatório que ofereça elementos para a elaboração de um possível programa de resgate arqueológico, que deverá ser baseado em critérios de significância científica na escolha dos possíveis sítios ameaçados;
  • Realização de um Programa de Educação Patrimonial.

  •  
     
     

Programa de educação patrimonial

Processos educativos com foco no patrimônio cultural da área do empreendimento vão ajudar no reconhecimento, valorização e preservação desse patrimônio.

Conheça os detalhes do plano

Programa de educação patrimonial

Ações

  • Atividades de comunicação à população local dos resultados das pesquisas arqueológicas e de patrimônio material já realizadas e daquelas em andamento, tornando acessíveis e disponíveis as informações produzidas pelas pesquisas científicas realizadas próximo aos seus locais de moradia;
  • Atividades de valorização, de revitalização e de preservação do patrimônio arqueológico e material, preferencialmente a partir do patrimônio cultural atualmente reconhecido por essas comunidades;
  • Tornar a pesquisa sobre o patrimônio cultural de conhecimento público, com suas ações em cada uma das localidades atingidas.

  •  
     
     
  • 1   /   16

MEIO AMBIENTE

A Potássio do Brasil se preocupa em atuar de maneira sustentável e desempenhar as atividades necessárias causando o menor impacto possível ao meio ambiente, além de minimizar e compensar possíveis consequências.
Foram criados 15 programas para a área ambiental.

Plano ambiental de construção

A ideia deste plano é minimizar os impactos ambientais decorrentes da implantação do projeto, garantindo a utilização de técnicas adequadas para a construção das estruturas e a criação de sistemas de controle ambiental.

Conheça os detalhes do plano

Plano ambiental de construção

Ações

  • Proposição de diretrizes básicas para a execução das obras (técnicas de construção, sistemas de controle ambiental e prevenção de acidentes);
  • Gerenciar os programas ambientais e criar mecanismos de interação entre eles. Avaliar os indicadores dos programas ambientais através da verificação da execução de atividades conforme o cronograma e o cumprimento de metas;
  • Garantir a utilização racional de energia elétrica, água e insumos durante as obras, além de minimizar a movimentação de solos e geração de resíduos.

  •  
     
     

Programa de controle das emissões atmosféricas e de monitoramento da qualidade do ar

Vai monitorar a qualidade do ar para controlar a poluição atmosférica na Vila de Urucurituba e na comunidade de Soares.

Conheça os detalhes do plano

Programa de controle das emissões atmosféricas e de monitoramento da qualidade do ar

Ações

  • Planejamento das atividades de movimentação de solos e construção civil de modo que as áreas fiquem o menor tempo possível com solo exposto;
  • Captar as emissões de poeira geradas nos processos de britagem e pontos de transferência de minério na etapa de operação do projeto;
  • Umectar as vias não pavimentadas de trânsito frequentemente, com um rigor de duas vezes ao dia, podendo ser alterado dependendo do nível de poeira e intensidade do tráfego;
  • Amostragem dos pontos de emissão atmosférica;
  • Plano de manutenção de máquinas e veículos.

  •  
     
     

Programa de controle e monitoramento de ruídos

Pretende garantir que os níveis de emissão de ruído, em decorrência das atividades do empreendimento, causem a menor alteração possível ao entorno.

Conheça os detalhes do plano

Programa de controle e monitoramento de ruídos

Ações

  • Manutenção e regulagem adequada das máquinas e equipamentos;
  • Adoção do uso obrigatório de equipamentos de proteção individual (EPI) para assegurar a saúde dos funcionários que trabalharão próximos às fontes de ruído;
  • Monitoramento dos níveis de pressão sonora, como forma de medir a eficiência das ações de controle adotadas, e possibilidade de correção em caso de não conformidades.

  •  
     
     

Programa de prevenção, monitoramento e controle de erosões

Propõe um sistema de prevenção de erosões e uma metodologia de monitoramento para o controle e a estabilização dos terrenos.

Conheça os detalhes do plano

Programa de prevenção, monitoramento e controle de erosões

Ações

  • O Programa de Prevenção, Monitoramento e Controle de Erosões está baseado na realização das atividades de “Planejamento”, “Monitoramento”, “Ações Preventivas, de Controle e Reabilitação de Focos de Instabilidade” e “Inspeção, Avaliação e Conceituação de Soluções Geotécnicas”.
  • Planejamento: possibilitar a percepção, a avaliação e a organização das demais atividades, buscando propostas, resultados e soluções;
  • Monitoramento: monitorar o destino do material de desmate, da limpeza do terreno e solo orgânico, inspecionar as estruturas e os dispositivos de drenagem (bueiros, sarjetas, descidas de água, valetas, dissipadores de energia etc.). Observar a evolução da conformação dos taludes de cortes e aterros e a recuperação das coberturas vegetais implantadas pelo Plano de Recuperação de Áreas Degradadas;
  • Ações Preventivas de Controle e Reabilitação de Focos de Instabilidade: construção e implantação dos dispositivos de drenagem nas estradas e acessos. Construção e contenção nas áreas susceptíveis a ocorrência de materiais inconsolidados. Implantação de sistemas de drenagem baseados na condução da água pluvial através de canaletas e realização de intervenções e inspeções nas áreas de interferência.

  •  
     
     

Programa de gestão do uso da água

Indicará a gestão adequada dos recursos hídricos, considerando os impactos identificados para fazer o controle dos mesmos e minimizá-los.

Conheça os detalhes do plano

Programa de gestão do uso da água

Ações

  • Realização periódica do balanço hídrico do uso das águas no empreendimento, considerando todas as etapas operacionais desde a captação, adução, reservação, tratamento, distribuição até o uso da água industrial e potável;
  • Estabelecimento de procedimentos para minimização do uso de água nova e máxima reutilização da água industrial;
  • Proposição de medidas para minimizar a utilização de água no processo produtivo, porto e escritórios;
  • Manutenção do sistema de captação, transporte da água, armazenamento e distribuição de água para garantir a eficiência prevista.

  •  
     
     

Programa de monitoramento dos níveis de água subterrânea

Acompanhará possíveis interferências nos níveis de água subterrânea, propondo ações de controle ou minimização, quando necessário.

Conheça os detalhes do plano

Programa de monitoramento dos níveis de água subterrânea

Ações

  • Acompanhamento das oscilações de nível de água dos aquíferos e corpos d’água da área de influência direta;
  • Realização de estudos para o controle de processos relacionados ao desenvolvimento do projeto.

  •  
     
     

Programa de gestão da qualidade das águas

O objetivo do programa é acompanhar a evolução da condição de qualidade das águas dos igarapés, rios e lagos próximos às estruturas do Projeto Autazes.

Conheça os detalhes do plano

Programa de gestão da qualidade das águas

Ações

  • Definir e avaliar a rede de amostragem de águas;
  • Adotar um procedimento padrão para coleta de amostras, análises laboratoriais e tratamento dos resultados;
  • Realizar as campanhas de monitoramento planejadas;
  • Elaborar e emitir relatórios periódicos indicando a qualidade das água e possíveis problemas.

  •  
     
     

Plano de gestão de resíduos sólidos

O plano pretende reduzir a geração de resíduos, separá-los em função das características e destinação, buscar o reuso e/ou o reprocessamento e garantir a disposição final adequada, de modo a minimizar a dissolução e gerenciar o retorno do material ao subsolo.

Conheça os detalhes do plano

Plano de gestão de resíduos sólidos

Ações

  • Desenvolvimento e implantação do plano de gestão com base nos requisitos legais aplicáveis estabelecidos em nível federal, estadual e municipal;
  • Disponibilização dos indicadores que propiciem o monitoramento do desempenho das ações propostas, abrangendo a gestão dos resíduos domésticos e industriais do empreendimento.

  •  
     
     

Programa de resgate e de reintrodução da flora

Resgatará parte das plantas da região para diminuir os impactos sobre a vegetação local.

Conheça os detalhes do plano

Programa de resgate e de reintrodução da flora

Ações

  • Realizar na área de influência do Projeto Autazes, antes do desmate, a coleta de sementes, mudas, frutos e indivíduos maduros das plantas de valor para o homem ou para os animais;
  • Produzir mudas para reflorestamento através das sementes coletadas;
  • Plantio de mudas e de indivíduos adultos resgatados nas áreas de reflorestamento.

  •  
     
     

Programa operacional de supressão e aproveitamento dos recursos florestais

Vai indicar os procedimentos adequados nas atividades de supressão de vegetação, minimizando impactos sobre a flora e fauna.

Conheça os detalhes do plano

Programa operacional de supressão e aproveitamento dos recursos florestais

Ações

  • Planejamento e estabelecimento dos métodos mais adequados para a realização do desmatamento, incluindo o pedido das licenças necessárias ao órgão ambiental;
  • Isolamento, sinalização e medidas operacionais relevantes nas áreas alvo da supressão vegetal e seus entornos;
  • Fazer o treinamento das equipes de trabalhadores que farão o desmatamento, de acordo com as maneiras corretas de trabalho;
  • Retirar as árvores com madeira comercial e separá-las de forma adequada;
  • Coletar, caso necessário, as colmeias de abelhas, os ninhos de pássaros, as orquídeas e as bromélias;
  • Marcar a área de desmatamento para evitar o corte de árvores que não precisam ser cortadas;
  • Fazer o desmatamento de maneira a evitar acidentes com os trabalhadores;
  • Aproveitar algumas partes das plantas, tais como galhos, folhas, frutos, sementes, para a recuperação de áreas degradadas.

  •  
     
     

Programa de prevenção e combate a incêndio florestal

Deve prevenir ou controlar a ocorrência de incêndios florestais e suas consequências sobre a área do empreendimento.

Conheça os detalhes do plano

Programa de prevenção e combate a incêndio florestal

Ações

  • Realização de campanhas publicitárias de prevenção de incêndios florestais com os funcionários e residentes do entorno do Projeto Autazes;
  • Promover cursos aos funcionários para formação de brigadas de combate a incêndios florestais, a construção e manutenção de aceiros e a detecção de focos de calor e emissão de níveis de alertas;
  • Realização de campanhas educativas anuais, em parceria com a prefeitura e instituições locais, com a finalidade de definir estratégias de comunicação que promovam a conscientização da população sobre os prejuízos ambientais e econômicos causados por incêndios e a importância de ações preventivas;
  • Entre as ações de monitoramento deve-se utilizar a avaliação climatológica com a análise dos dados gerados por estações climatológicas e cálculo do grau de risco de ocorrência de incêndios florestais por meio de técnicas apropriadas;
  • Implantação de um sistema de registro e localização de focos de incêndio por meio de torres de observação ou por rondas realizadas por Grupos de Combate a Incêndios Florestais.

  •  
     
     

Programa de acompanhamento da supressão vegetal e manejo da fauna

Pretende direcionar as atividades de retirada da vegetação, diminuindo os impactos sobre a fauna, por meio de diferentes ações.

Conheça os detalhes do plano

Programa de acompanhamento da supressão vegetal e manejo da fauna

Ações

  • Pedir as autorizações dos órgãos ambientais para o resgate dos animais desnorteados ou machucados;
  • Os funcionários responsáveis pelas ações de supressão vegetal deverão receber treinamento abordando questões relativas ao direcionamento da supressão, importância do acompanhamento das atividades, primeiros socorros, como lidar com animais peçonhentos e espécies que podem ser encontradas no local;
  • Direcionar e acompanhar as ações de retirada da vegetação, verificando a presença de animais e induzindo a fuga dos mesmos para áreas de vegetação natural no entorno;
  • Fazer o tratamento e destinação de animais encontrados desnorteados ou machucados durante o processo.

  •  
     
     

Programa de prevenção contra atropelamento da fauna

O programa propõe medidas de controle para evitar atropelamentos nas estradas e acessos que serão implantados pelo Projeto Autazes.

Conheça os detalhes do plano

Programa de prevenção contra atropelamento da fauna

Ações

  • Realizar o monitoramento das vias;
  • Os animais encontrados atropelados deverão ser, sempre que possível, identificados, fotografados e o local do registro georreferenciado;
  • Compor um banco de dados com as informações registradas e identificação de possíveis padrões de ocorrência dos atropelamentos em função da paisagem;
  • Adotar medidas de controle direcionadas, como a instalação de sinalização de trânsito (placas educativas e placas de regulamentação);
  • Realizar o controle de velocidade nos pontos de maior incidência de atropelamentos por meio de instalação de redutores de velocidade e sonorizadores;
  • Instalar dispositivos eletrônicos de monitoramento nos veículos;
  • Promover campanhas de prevenção ao atropelamento de fauna no Programa de Educação Ambiental e junto aos funcionários da empresa.

  •  
     
     

Programa de monitoramento dos grupos faunísticos bioindicadores

Busca acompanhar as comunidades de animais presentes na área do Projeto Autazes para avaliar as possíveis interferências.

Conheça os detalhes do plano

Programa de monitoramento dos grupos faunísticos bioindicadores

Ações

  • Pedir as autorizações dos órgãos ambientais para a realização dos monitoramentos;
  • Monitorar, por meio de subprogramas, as comunidades de anfíbios e répteis, aves, mamíferos e da biota aquática (algas, zooplâncton e invertebrados que vivem no fundo dos corpos de água).

  •  
     
     

Programa de monitoramento e controle de insetos vetores

O objetivo é monitorar os insetos vetores (mosquitos transmissores de doenças) e, caso necessário, adotar ações para controlar os focos e criadouros.

Conheça os detalhes do plano

Programa de monitoramento e controle de insetos vetores

Ações

  • Pedir as autorizações dos órgãos ambientais para a realização dos estudos com os insetos;
  • Realizar as amostragens na área de inserção do Projeto Autazes, assim como em pontos de amostragem com habitats favoráveis à ocorrência de populações de mosquitos, priorizando as estruturas/locais onde haverá maior concentração de mão de obra;
  • A partir dos dados registrados em campo serão calculadas as riquezas e as abundâncias dos grupos taxonômicos amostrados para cada ponto de amostragem. Os valores obtidos deverão ser comparados aos registrados nas campanhas anteriores para avaliar flutuações nas populações das espécies;
  • Caso ocorra um aumento significativo nas populações das espécies que apresentam importância sanitária ou, caso seja detectado pelo Programa de Saúde Pública um aumento significativo do número de infectados por doenças de transmissão vetorial, deverá ser elaborado e executado um plano de ações para o controle destas espécies, o qual poderá conter ações para a eliminação de coleções de águas paradas, aplicação de larvicida (biológico e abate), utilização de inseticida e de termonebulização, dentre outros.

  •  
     
     
  • 1   /   15

Nossos projetos são guiados pelo desejo de crescer, alavancando o entorno e respeitando o meio ambiente.

Políticas da Empresa

Temos um Código de Conduta, baseado na ética e no respeito ao próximo, que deve ser seguido por todos os funcionários.