Compartilhar

Nesta terça-feira, 14, o presidente da Potássio do Brasil, Adriano Espeschit, e o diretor de ESG, Lúcio Rabelo, participaram de um encontro virtual promovido pelo Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), que trouxe insights e uma análise abrangente da Agenda ESG na Mineração no Brasil. O evento contou com a participação de Raul Jungmann, diretor presidente do Ibram, Ana Cunha, do Comitê ESG do Conselho do Ibram, Alexandre Melo, Paulo Henrique Soares, Julio Nery da diretoria, além de coordenadores e membros dos 12 Grupos de Trabalho.

Os avanços nesse setor foram apresentados, utilizando dados que mensuram o desempenho das mineradoras em relação às práticas de governança corporativa, relacionamento com partes interessadas e o compromisso com o meio ambiente (ESG). Esses dados foram coletados pelo Ibram, em colaboração com a Falconi Consultoria.

Para a Potássio do Brasil, subsidiária da Brazil Potash, participar dessas discussões é uma adição significativa aos princípios já incorporados pela empresa. Seus projetos são direcionados pelos critérios de ESG (Meio Ambiente, Social e Governança), promovendo ações que respeitam o meio ambiente, são socialmente justas e estão em conformidade com as leis brasileiras. O principal objetivo é gerar desenvolvimento nas comunidades próximas ao Projeto Potássio Autazes e ao país, sempre respeitando o meio ambiente e as pessoas.

Conteúdo Produzido pela Potássio do Brasil